Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Tradings assumem compromisso por soja sustentável do Cerrado

Os membros do Fórum de Commodities Agrícolas (SCF), uma plataforma com as principais empresas de commodities agrícolas, se comprometeram em promover uma estrutura comum para comunicar e monitorar o progresso em cadeias de suprimento de soja transparentes e rastreáveis na região do Cerrado brasileiro.

A região do Cerrado no Brasil desempenha um papel significativo no mundo todo tanto com relação às pessoas quanto à natureza, incluindo a mitigação das alterações climáticas, biodiversidade, sistemas de água potável e como motor econômico para comunidades locais como uma região produtiva para commodities agrícolas exportadas.

Contudo, a extensão e o ritmo de perda da vegetação nativa resultante da expansão de gado e soja no Cerrado representam uma ameaça significativa a esses valores sociais, ambientais e econômicos.

Ian McIntosh, CEO da Louis Dreyfus Company (LDC), um dos membros fundadores do SCF, afirma: "Buscamos continuamente enfrentar o desafio de alimentar a crescente população mundial de maneira sustentável. Isso significa ter o cuidado de preservar o meio ambiente, inclusive em áreas de importância para sua biodiversidade. O Cerrado brasileiro é uma dessas áreas em que cada esforço deve ser realizado para garantir que a expansão agrícola ocorra de mãos dadas com a preservação da vegetação nativa. O Fórum de Commodities Agrícolas nos permite estabelecer metas comuns de sustentabilidade com nossos parceiros, e relatórios mútuos de nosso progresso, como uma das formas de garantir uma criação de valor justa e sustentável."

Além da LDC, a SCF é constituída pelos membros fundadores Archer Daniels Midland (ADM), Bunge e Cargill. O SFC se expandiu para incluir a COFCO International e a Glencore Agriculture. Os membros do SCF reconhecem esses riscos e compromete-se a apoiar a transparência e rastreabilidade das cadeias de suprimento de soja no Brasil. Cada empresa membro emitirá relatórios com atualizações do progresso a cada seis meses.

A partir dos dados da safra de 2018, as empresas-membro do SCF reportarão individualmente o percentual de soja de cada fonte no Cerrado a partir do volume total brasileiro. Juntos, os membros do SCF acompanharão de perto os municípios com maior risco de conversão da vegetação nativa em soja, com base nas informações do GTC.

O fornecimento nesses municípios será relatado em percentuais de compra direta de agricultores e compra indireta de partes como agregadores, cooperativas e terceiros. O primeiro relatório será divulgado em junho de 2019. O processo será apoiado pelo Proforest, um grupo sem fins lucrativos que apoia empresas, governos e outras organizações a implementar seus compromissos com a produção responsável e fornecimento de commodities agrícolas e produtos florestais.

Um relatório subsequente fornecerá informações sobre ações específicas a serem tomadas para melhorar o envolvimento direto de produtores rurais para abordar os riscos nos municípios. "A Cargill tem orgulho de unir-se a outros líderes do setor para apoiar ações que ajudam os produtores rurais brasileiros a proteger as florestas, preservar os recursos naturais e manter seu meio de subsistência", afirma David MacLennan, Presidente e CEO da Cargill.

"Para a ADM, as práticas sustentáveis e o foco na responsabilidade ambiental são essenciais para o trabalho que fazemos todos os dias", afirma o Presidente e CEO da ADM Juan Luciano. "Desde que assumimos nosso compromisso com o desmatamento pela primeira vez em 2015, fizemos um progresso significativo na obtenção de transparência em nossas próprias cadeias de fornecimento e no trabalho com nossos parceiros do setor para que todos nós progredíssemos nessas importantes metas. A estrutura e os padrões que definimos como parte do Soft Commodities Forum é um passo crítico em nossos esforços coletivos para preservar e proteger o meio ambiente e as pessoas no Cerrado brasileiro".

"A transparência e os dados melhoram a confiança e facilitam a solução de problemas. O compromisso de hoje vai gerar mais de ambos", disse Greg Heckman, CEO da Bunge Limited. "É um passo importante dos líderes do setor que ajudará a otimizar a sustentabilidade agrícola em uma região vital".

Johnny Chi, Presidente da COFCO International, afirma: "Esta iniciativa é um grande exemplo de ação colaborativa urgentemente necessária para proteger a produção futura de alimentos e agrícola ao mesmo tempo em que garante a conservação ambiental. A COFCO International continuará envolvendo diversos grupos de stakeholders em importantes fóruns, como o Fórum de Commodities Agrícolas e o Grupo de Trabalho do Cerrado, para atingir esse objetivo comum."

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 26/02/2019 às 14:20hs
Fonte: Datagro
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: