Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Tecnologia Bt contribui para aumento do PIB

A economia brasileira foi bastante beneficiada pela utilização da tecnologia Bt no País, sendo que de 2005 a 2018, houve aumento de R$ 2,8 bilhões no Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com informações divulgadas pelo Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB). Além disso, R$ 45,3 bilhões em riquezas foram gerados e R$ 2,2 bilhões foram pagos em salários.

De acordo com a diretora-executiva do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB), Adriana Brondani, serão R$ 4,6 bilhões de incremento no PIB, R$ 128,4 milhões de riquezas geradas e R$ 6,6 bilhões pagos em salários, caso esses números sejam levados em consideração até 2028. “Produzir grãos e fibras em clima tropical é uma tarefa difícil uma vez que há insetos em abundância; é exatamente por isso que a tecnologia Bt deu tanto resultado no nosso País”, comenta.

Além disso, a tecnologia Bt trouxe vários benefícios indiretos que culminaram para o desenvolvimento econômico do País, como a geração de mais de 49 mil postos de trabalho nos diversos setores da economia durante o período analisado. “É possível identificar, assim, o caráter estratégico da tecnologia Bt para o desenvolvimento da atividade agrícola no Brasil, influenciando diretamente a qualidade de vida e a renda da população. Em razão disso, é de extrema importância que toda a cadeia produtiva preserve a eficiência das sementes resistentes a insetos porque, do contrário, esses benefícios estarão em risco”, indica.

“O material mostra, ainda, que a adoção da tecnologia impacta nos custos da atividade e na produtividade. É possível observar, por exemplo, que, ao passar do sistema convencional para o de plantas resistentes a insetos (RI), o valor gasto com inseticidas cai de forma expressiva em todas as culturas analisadas, especialmente no cultivo do milho verão, no qual a economia é de até R$ 210 por hectare, redução de até 61,1%”, disse o CIB.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 04/02/2019 às 17:20hs
Fonte: Agrolink
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: