Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Procafé: Combinação de herbicidas favorece controle de ervas na linha de cafeeiros novos

O controle do mato em cafezais é uma pratica importante, para reduzir a concorrência das ervas com os cafeeiros, a qual se estabelece em função das plantas daninhas também necessitarem, como as plantas de café, da água, dos nutrientes e da luz , isto na mesma área onde crescem os cafeeiros.

Em plantas de café ainda jovens, na fase de sua formação, a concorrência do mato é mais danosa, pois o sistema radicular do cafeeiro é ainda pequeno e superficial e a sua folhagem não cobre o terreno, assim as ervas podem crescer bem junto às plantas de café, na linha de cafeeiros, beneficiadas pela própria adubação do café. Nessa condição, onde as plantas de café são pequenas, o mato alto abafa e reduz a luz disponível para o crescimento dos cafeeiros, os quais se tornam amarelados e pernalongas.

O sistema tradicional de controle do mato na linha de cafeeiros jovens é através da capina manual, operação chamada de trilha, isto porque os herbicidas normais usados, como o Glifosato e outros, causam fitotoxidez por deriva. Nos últimos anos, com a carência e elevado custo da mão de obra, foram desenvolvidas alternativas de uso de herbicidas pra controle do mato na linha. Inicialmente foi utilizado o produto a base de Oxifluorfen (Goal e outros) em pré emergência. Depois foi desenvolvido o uso de produtos mais seletivos, de pós-emergencia, como os à base de Clethodin(e outros) e Haloxifop-P-Metilico (Verdict e outros) estes eficientes contra ervas de folhas estreitas, em combinação com produtos à base de Clorimuron, estes para folhas largas.

Como os herbicidas citados em pós-emergencia atuam melhor em ervas mais novas e, ainda, diante da conveniência em atuar contra a sementeira, foi desenvolvida, recentemente, a combinação de 3 produtos, os dois de pós-emergencia, mais o Goal, numa mesma aplicação. Os resultados mostram vantagens até sobre ervas maiores, pois parece que o Goal ativou um pouco os produtos de pós-emergencia, além do que, ao cair no solo, propicia maior efeito residual de controle.

As doses utilizadas na combinação dos produtos são as seguintes – Para 200 litros de calda - 0,5 a 0,8 l , conforme o tamanho do mato + 100 g de Clorimuron + 1,5 l de Goal, ou similar e + 100 ml de espalhante siliconado. A aplicação deve ser feita em jato dirigido, sem aplicar sobre os cafeeiros.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 11/01/2019 às 14:40hs
Fonte: Procafé
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: