Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Frango inteiro e carne salgada contribuíram para aumento das exportações no 1º quadrimestre de 2019

Alcançando volume total pouco superior a 1,250 milhão de toneladas, as exportações brasileiras de carne de frango fecharam o primeiro quadrimestre de 2019 com aumento de 0,79% sobre o mesmo período de 2018. Mas somente o frango inteiro (com aumento de volume de 1,44%) e carne de frango salgada (incremento de 45,69%) atuaram nesse aumento. Ou seja: continuaram apresentando redução de volume os cortes de frango (-0,59%) e os industrializados (-7,93%).

É interessante notar, entretanto, que apenas os mesmos dois itens com maior volume sofreram perda no preço médio. O frango inteiro, de 2,62%; e a carne salgada, de 2,52%.

De toda forma, os aumentos de 0,37% e 7,69% no preço médio dos cortes e dos industrializados não resultou em aumento da receita cambial desses itens: junto com o frango inteiro, eles continuaram com receita negativa).

Em outras palavras, pois, só escapou dessa queda a carne de frango salgada que, contraditoriamente (pois esteve na berlinda no decorrer de 2018 e apresentou o maior índice de redução de volume e de receita), foi a única a contribuir para o aumento de 1% na receita cambial do período.

À primeira vista, porém, as perdas de receita ainda registradas pelo frango inteiro, cortes e industrializados devem ser revertidas no curtíssimo prazo. Provavelmente, ainda em maiocorrente.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 15/05/2019 às 12:30hs
Fonte: AviSite
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: