Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio


Experiência argentina e apoio do IICA impulsaram indústria apícola do Caribe

Um projeto regional coordenado pela Argentina e pelo Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) permitirá impulsar a produção de mel em Barbados, Dominica, Santa Lucía e São Cristóvão e Névis, com o aporte de técnicos especializados para aumentar a produtividade das colmeias.

Especialistas argentinos facilitarão nessas nações do Caribe a instalação de colmeias tipo Perone, cujo rendimento é maior que as colmeias Langstroth, utilizadas tradicionalmente nesses países.

O IICA apoiou por vários anos a apicultura caribenha e, agora, coordenará a assessoria dos especialistas da Argentina, terceiro maior exportador de mel natural do mundo. Por outro lado, o Caribe tem um grande potencial para a apicultura, dada a sua rica diversidade em flora e fauna.

O projeto, chamado de API Caribe, se desenvolverá mediante a cooperação entre os ministérios encarregados da Agricultura dos cinco países e do IICA. A fase inicial começou este mês e se implementará ao longo de um ano. Se espera que a segunda fase se estenda a outros países do Caribe e se aplicaria à medida das demandas e das prioridades específicas de cada nação para o desenvolvimento de sua apicultura.

“O API Caribe busca promover a apicultura científica como uma prática agrícola integrada para aumentar a produtividade dos cultivos, isto mediante o apoio à polinização e à produção de mel e outros produtos da colmeia e, assim, aumentar os rendimentos e o bem-estar dos produtores”, afirmou Beverly Best, diretora de Relações Externas e Institucionais do IICA.

A apicultura, por sua natureza, exige um ambiente físico saudável para prosperar e proporciona um barômetro da natureza com relação à qualidade do ar, da água, do solo e das fontes de pólen e néctar dentro de um espaço determinado. O pouco desperdício envolvido na produção de mel faz com que a apicultura seja uma indústria ideal para adotar o enfoque da bioeconomia.

O API Caribe garantirá a transferência de conhecimentos e o desenvolvimento de capacidades produtivas, de modo que se assegure a sustentabilidade das intervenções do projeto.

O alto índice de vulnerabilidade dos países caribenhos frente aos impactos da mudança climática e o grande potencial da apicultura para gerar benefícios socioeconômicos nas comunidades rurais do Caribe convertem o projeto em uma oportunidade atraente para direcionar as economias dessas nações para a sustentabilidade.

Data de Publicação: 25/07/2019 às 14:20hs
Fonte: IICA
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: