Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio


Está mais caro produzir aves

O custo de produção da avicultura e da suinocultura subiu novamente no mês de agosto, segundo informações do Centro de Inteligência de Aves e Suínos (CIAS) da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Nesse cenário, o índice que mede o custo de produção de frango de corte subiu 1,49% em agosto, quando comparado com o mês imediatamente anterior.

De acordo com o portal especializado CarneTec Brasil, esse panorama é influenciado principalmente pelo aumento no custo de nutrição e de pintos de um dia. “O custo de produção do quilo do frango de corte vivo em aviário tipo climatizado em pressão positiva no Paraná estava em R$ 2,83 em agosto, sendo que 67,8% deste total é referente ao custo de alimentação”, informa.

Além disso, a Embrapa afirmou também que, no ano, o ICP Frango acumula alta de 0,57% e nos últimos 12 meses houve queda de 1,35%, já o ICPSuíno subiu 0,13% em agosto, também impactado pelo custo de nutrição. O custo do quilo do suíno vivo produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina estava cotado a R$ 3,88 em agosto, com o custo de alimentação representando 76,24% deste total. “O ICPSuíno sobe 1,15% no ano e cai 4,45% nos últimos 12 meses”, indica.

No ano passado, os gastos com nutrição subiram 11,6%, sendo que o gasto com a alimentação das aves representa 69% do total dos custos de produção dos frangos. Em seguida, as maiores altas em 2018 ficaram com os itens pinto de um dia (2,18%), custo de capital (0,18%) e depreciação (0,16%).

á o custo para se produzir suínos subiu 9,8% em 2018. O resultado foi influenciado principalmente pela alimentação dos animais, que teve um aumento de 9,6%.

Data de Publicação: 15/10/2019 às 15:40hs
Fonte: Agrolink
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: