Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio


Em um biênio, China deve mais do que dobrar importação de carne de frango

Nas previsões do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), em 2019 as importações chinesas de carne de frango devem aumentar mais de 80%, processo que deve estender-se a 2020, para quando é previsto novo incremento (de 20%) em relação ao corrente exercício. E isso, em suma, significa que a China pode mais do que dobrar as compras externas do produto em apenas um biênio.

Os dados relativos a 2020 representam a primeira projeção do USDA sobre o comportamento da carne de frango no ano vindouro. Nesse levantamento o órgão aponta que, em função da peste suína africana, em dois anos a China sobe da oitava para a quarta posição entre os principais importadores mundiais do produto.

O mais provável, no entanto, é que a China passe a ocupar o terceiro ou, mesmo, o segundo posto. Porque, ao avaliar as tendências do mercado, o USDA não leva em conta as importações de pés/patas de frango, dos quais a China é grande consumidora.

Independente disso, porém, o mercado chinês caminha para ser o primeiro importador mundial da carne de frango. Basta, às compras da China, adicionar o que chega àquele mercado através de Hong Kong. Tem-se, então, volume (1,110 milhão de toneladas) superior ao previsto para o Japão.

Aliás, depois da China, Hong Kong se coloca como o importador com maior expansão neste ano (+54%) e no biênio 2019/2020 (+67%).

Data de Publicação: 16/10/2019 às 11:30hs
Fonte: AviSite
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: