Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio


Desempenho externo das carnes na terceira semana de maio

Foi corrigida, por exemplo, a receita cambial relativa à segunda semana. Assim, ainda que o novo indicador tenha recuado mais de 50% (agora, US$104,886 milhões pela média diária do período) e ainda, também, que a receita cambial da terceira semana de maio (12 a 18, cinco dias úteis) tenha recuado ao menor nível do mês, a média para os primeiros 12 dias úteis de maio (de um total de 22 dias úteis) continua apresentando o melhor resultado dos últimos 13 meses, com um desempenho que representa incremento de 54,5% e 68,6% sobre a média diária de, respectivamente, abril de 2019 e maio de 2018.

E se, financeiramente, tais resultados já são promissores, melhores ainda são as perspectivas de embarque das três carnes. Porque, principalmente, maio corrente tem um dia útil a mais que o mês anterior e o mesmo mês do ano passado.

Dessa forma, projetando-se para a totalidade do mês o que foi até agora registrado ter-se-á o seguinte quadro:

- Carne suína: exportação de, praticamente, 71 mil toneladas, cerca de 39% a mais que no mês anterior (51 mil/t em abril/19) e 73% a mais que há um ano (41 mil/t em maio/18);

- Carne bovina: exportação de 143,6 mil toneladas, quase 31% de incremento sobre o mês anterior (109,8 mil/t em abril/19) e 58,64% acima do exportado em maio/18 (90,5 mil/t);

- Carne de frango: embarques de 420,6 mil toneladas, cerca de um terço a mais que no mês passado e no mesmo mês de 2018 (312,1 mil/t em abril/19 e 314,6 mil/t em maio/18 -pelos dados corrigidos da SECEX/ME para os dois meses).

Data de Publicação: 21/05/2019 às 12:10hs
Fonte: AviSite
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: