Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio


Cientistas propõem práticas ecológicas para o tomate

A doença do enrolamento da folha amarela do tomateiro (TYLCD) causada pelo vírus amarelo do tipo onda-do-tomateiro é a doença mais destrutiva da cultura, causando sérios danos a culturas em todo o mundo e resultando em altas perdas econômicas. Para combater esta doença, muitos agricultores optam pela aplicação intensiva de inseticidas, no entanto, esta prática é frequentemente ineficaz e tem um impacto negativo no ambiente e na saúde humana, segundo os pesquisadores.

Alternativamente, alguns agricultores plantam variedades de tomate resistentes ao TYLCD, mas estas variedades híbridas são frequentemente insípidas e uma comparação pobre com o sabor robusto do tomate tradicional. Como resultado, há uma demanda por medidas de controle eficazes e ambientalmente amigáveis para evitar danos generalizados contínuos do TYLCD, bem como outros vírus de plantas.

Para responder a essa demanda, uma equipe de cientistas do Conselho Espanhol de Pesquisa Científica (IHSM UMA-CSIC) conduziu testes em campo e em estufa por três anos consecutivos e encontrou duas alternativas de controle ambientalmente amigáveis aos inseticidas. Primeiro, eles descobriram que proteger as plantações de tomate com plásticos bloqueadores de UV levou à redução do dano ao TYLCD. Em segundo lugar, eles descobriram que a aplicação de um análogo do ácido salicílico para fortalecer as defesas das plantas de tomateiro também foi eficaz na redução das perdas associadas ao TYLCD.

Para os resultados mais eficazes, a equipe recomenda que os agricultores combinem as duas práticas de controle. Estas práticas são propostas para uso comercial em campo aberto ou em plantações protegidas de tomate. Essas descobertas também sugerem a possibilidade de descoberta futura de estratégias de controle de vírus ambientalmente corretas.

Data de Publicação: 14/08/2019 às 09:00hs
Fonte: Agrolink
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: