Fruticultura

São Paulo registra recorde na entrega do relatório cancro cítrico/HLB (greening)

É o maior índice de relatórios entregues desde 2016, informa a Coordenadoria de Defesa Agropecuária


Publicado em: 26/07/2021 às 16:40hs

São Paulo registra recorde na entrega do relatório cancro cítrico/HLB (greening)

Dados da Coordenadoria de Defesa Agropecuária mostram que 90,45% dos 10.182 produtores de citros do estado de São Paulo entregaram no prazo o relatório informando as vistorias trimestrais de inspeção do cancro/greening realizadas nas plantas cítricas das propriedades durante o primeiro semestre de 2021. Este índice é o maior desde o primeiro semestre de 2016 quando 79,85% dos relatórios de inspeção foram entregues.

Os dados dos relatórios mostram que 204.222.234 plantas foram inspecionadas e desse total, 7.102 plantas cítricas foram erradicadas com sintomas de cancro cítrico e de 1.297.777 plantas com sintomas de HLB (greening).

De acordo com o engenheiro agrônomo Marlon Peres da Silva, diretor do Centro de Defesa Sanitária Vegetal (CDSV), da Coordenadoria, “o aumento do número de entregas é resultado da conscientização dos produtores e do trabalho feito pelos Escritórios de Defesa Agropecuária. Apesar das dificuldades estabelecidas pela pandemia da Covid-19, as equipes entraram em contato com os produtores orientando sobre a importância das inspeções e de informar os dados, que são essenciais para nortear as ações de defesa no Estado”.

Mesmo já tendo entregado o relatório, a Coordenadoria de Defesa Agropecuária informa que o produtor pode realizar a correção das informações já prestadas. Caso ainda não tenha informado as vistorias é possível realizar a entrega do relatório em atraso até 30 de setembro de 2021. Após esta data é necessário solicitar a atualização de saldo e informar ao serviço oficial o número atual de plantas.

Todos os procedimentos devem ser realizados por meio do sistema Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, em www.gedave.sp.gov.br. Em caso de dúvidas, o produtor deve procurar o Escritório de Defesa Agropecuária que atende o município, cuja localidade pode ser consultada no site da Coordenadoria em www.defesa.agricultura.sp.gov.br.

Fonte: Assessoria de Comunicação Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

◄ Leia outras notícias