Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Segundo mês de queda no preço do leite pago ao produtor

Segundo levantamento da Scot Consultoria, no pagamento realizado em outubro, que remunera a produção de setembro, o produtor recebeu, em média, R$1,203 por litro, sem o frete, considerando a média nacional ponderada dos dezoito estados pesquisados.

A queda foi de 2,2% frente ao último pagamento, ou seja, maior que o recuo anterior, de 1,3%.

Algumas indústrias reduziram em até R$0,10 por litro o valor pago ao produtor neste pagamento.

Apesar do recuo, na comparação com o mesmo período do ano passado, o produtor está recebendo 13,6% mais este ano.

Do lado da captação, segundo o Índice Scot Consultoria de Captação de Leite, o volume cresceu 2,5% setembro em relação ao mês anterior e para outubro, segundo dados parciais, o aumento será de 2,2%.

As chuvas mais dentro da normalidade este ano (sem atrasos, com bons volumes e mais regulares e bem distribuídas) e a queda nos custos da alimentação concentrada colaboraram com este quadro de aumento da produção, especialmente nas regiões Centro-Oeste e Sudeste do país.

Para o pagamento a ser realizado em novembro, referente a produção de outubro, 64% dos laticínios pesquisados pela Scot Consultoria acreditam em queda no preço do leite, 32% falam em manutenção e os 4% restante estimam altas de preços do leite ao produtor, frente ao pagamento anterior.

Ou seja, o viés de baixa continuará em curto em médio prazos no Brasil Central e região Sudeste (safra).

Já com relação as indústrias que estimam alta no preço do leite ao produtor no pagamento a ser realizado em novembro, boa parte estão na região Nordeste, onde a produção ainda está em queda.

Além disso, algumas indústrias no Paraná falaram em aumento para o produtor de leite em novembro.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 05/11/2018 às 11:50hs
Fonte: Scot Consultoria
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: