Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Paper Excellence finaliza aquisição da canadense Catalyst Paper

A aquisição, concluída em março, é mais um passo na implementação do plano global de crescimento da empresa na indústria de papel e celulose. Com a conclusão da aquisição, a Paper Excellence incorpora ao seu ativo três unidades produtivas da Catalyst, um centro de distribuição e a sede de empresa, todos localizados na província de Columbia Britânica, no Canadá.

Com a aquisição, a Paper Excellence amplia seu portfólio de produtos que incluem papéis de impressão, papéis especiais e de embalagem. Além disso, aumenta a produção de celulose, impulsionando sua capacidade para atender clientes em todo o mundo.

"Sou grato à Paper Excellence pelo comprometimento com a indústria florestal na província de Columbia Britânica e pelo avanço da indústria de celulose”, afirma o premier John Horgan. "Nosso governo continuará trabalhando para revitalizar a indústria florestal costeira. O anúncio mostra que outros atores estão comprometidos com esse trabalho”, conclui.

Consolidação dos produtos

A Paper Excellence fabrica celulose de fibra longa (NBSK) para a indústria de papel, incluindo papel sanitário, e a pasta de Celulose Branqueada Quimitermomecânica (BCTMP) para impressão, cartão e embalagem, com especial foco no mercado asiático.

A Catalyst Paper produz 1,3 milhão de toneladas de produtos de papel e celulose, que incluem celulose de fibra longa (NBSK), embalagens industriais e papéis para serviços de alimentação, além de papel revestido de madeira moída, papéis de jornal e papelão.

A Paper Excellence, que há pouco tempo dava seus primeiros passos no setor, evolui de modo consistente e integra a lista, em menos de uma década, de um dos maiores produtores globais de celulose.

Paper Excellence no mundo

Com sede operacional no município de Richmond, província de Columbia Britânica, Canadá, a Paper Excellence cresceu rapidamente e se tornou uma das maiores produtoras de celulose da América do Norte e do mundo, com uma capacidade de produção de mais de 3,5 milhões de toneladas de produtos de papel e celulose, além de receitas de 2,5 bilhões de dólares após a aquisição da Catalyst.

Com a aquisição da Catalyst Paper, a Paper Excellence passa a contar com mais de 3 mil colaboradores distribuídos nas unidades do Canadá e França.

Paper Excellence no Brasil

Em setembro de 2017, a Paper Excellence assinou contrato com a J&F (que estava se desfazendo de seus ativos após envolvimento em um grande esquema de corrupção) para compra de 100% das ações da Eldorado Celulose. A aquisição foi negociada em etapas e a empresa adquiriu, de imediato, 49,41% das ações da Eldorado por 3,8 bilhões de reais.

Para concluir a aquisição dos outros 50,59%, a Paper Excellence foi obrigada a liberar as garantias prestadas pelo grupo J&F para as dívidas da Eldorado Brasil em 12 meses. O contrato assinado entre as partes não determinou nenhuma forma específica de liberação das garantias. O contrato impôs, no entanto, uma condição obrigatória de cooperação e colaboração entre J&F e Eldorado Brasil para liberação das garantias. O que não ocorreu.

“O Brasil sempre esteve nos nossos planos de investimentos. A compra da Eldorado confirma a importância e o respeito que temos pelo País. Não posso negar, minha surpresa com o rumo que tomou nossa primeira aquisição. Percebemos uma atitude dos vendedores que não condiz com um ambiente de negócios saudável para a atração de investimentos estrangeiros no Brasil”, afirma Jackson Widjaja, Chairman do Grupo Paper Excellence.

Após o fechamento do negócio o cenário macro e microeconômico da Eldorado melhorou significativamente. O preço da celulose registrou uma alta histórica de 41,5%. O dólar, moeda atrelada para as vendas da Eldorado, subiu 32% no período. Consequentemente, o EBITDA da Eldorado Brasil aumentou 74%. Por sua vez, o interesse dos vendedores de se desfazerem do ativo e cumprirem o contrato assinado diminuiu.

Mesmo com todos os recursos necessários para a conclusão da operação (aproximadamente 10,8 bilhões de reais), desde julho de 2018, a vendedora mudou seu comportamento e passou a impedir o fechamento da operação, buscando se beneficiar do aumento do valor da companhia após o contrato.

Diante do comportamento da vendedora, a Paper Excellence entrou com uma ação na justiça para garantir a preservação de seus direitos e o cumprimento do contrato. O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu liminar mantendo a validade do contrato. O fechamento do negócio, no entanto, será decidido na Câmara de Arbitragem.

“Confiamos no sistema jurídico brasileiro e esperamos uma decisão favorável à Paper Excellence para que possamos cumprir o contrato assinado com a maior brevidade. Lamento, pois, a situação implicará adiamento de novos investimentos, na geração de riqueza e de empregos, em detrimento da sociedade brasileira”, finaliza Jackson Widjaja.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 08/04/2019 às 12:20hs
Fonte: bcw | burson cohn & wolfe
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: