Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Formas de elevar a produção do tomate em horta

O tomate é uma das plantas mais cultivadas em hortas e quintais de casas, tanto no campo quanto na cidade. Sabendo disso, o portal especializado Infocampo.com.ar, da Argentina, listou uma série de técnicas e de soluções práticas para aumentar a produção do tomate em hortas.

“Estruturas devem ser usadas para ajudá-los a se manterem firmes e crescerem verticalmente. Desta forma, a colheita seria mais fácil, os frutos não seriam facilmente estragados e teríamos mais espaço físico no jardim para cultivar outras espécies. Neste contexto, a Infocampo consultou Toni Jardón, especialista em pomares, que apresentou as diferentes formas de condução do tomate”, escreveu o portal.

De acordo com o especialista em pomares, uma das técnicas é chamada de “Estágios”, onde são usados galhos, bengalas, estacas de madeira ou similares de pelo menos 2 metros de altura. Eles têm que ser grossos e fortes, e devem ser enterrados o suficiente para que possam manter o peso da planta. “Ao longo do crescimento da planta, ela é amarrada com um fio, selo ou um implemento semelhante ao da estaca, tomando cuidado para não danificá-la, para mantê-la na posição vertical”, explica.

Outra alternativa são os chamados “Tripés”, que nada mais são do que um triângulo com 3 hastes ou bastões unidos na extremidade superior. “Deve estar bem separado na base para suportar o peso da planta e do vento. Em seguida, eles colocam cordas em ‘ziguezague’ da base até o topo e, à medida que o tomate cresce, continuamos amarrando”, indica.

Por fim, ele explica que pode ser usada também a técnica de “Tecido”. “Esta técnica é usada comercialmente para certas variedades de tomates. É muito semelhante ao tecido que é feito em culturas de vinha, ou seja, uma treliça com cordas. As estacas são colocadas presas nas extremidades e a cada 2 metros mais ou menos, então as cordas são bem amarradas”, conclui.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 30/01/2019 às 08:40hs
Fonte: AGROLINK
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: