Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio


Empreendedora cria curso online de inglês focado no agronegócio

Idealizado pela goiana Rizia Prado, o ISA (Inglês de Sucesso Agro), disponível na plataforma GreenGo Inglês, é a primeira Edtech de ensino de inglês voltado para o agronegócio e ensina técnicas do idioma para quem quer se aperfeiçoar no setor

De acordo com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio - que já é o maior do país- deverá crescer 2% em relação ao ano anterior. Com isso, o setor tem gerado oportunidades de trabalho para os mais diversos profissionais, com a expectativa de aumento de vagas para os que já atuam ou desejam seguir carreira na área. Com esse cenário positivo, cresce também a procura por especializações na língua inglesa por parte dos profissionais que necessitam se qualificar ainda mais para o setor agro, de uma forma técnica.

Para ajudar esses profissionais, após acumular mais de cinco anos de experiência ministrando aulas em inglês, a goiana de 37 anos Rizia Prado desenvolveu o curso ISA (Inglês de Sucesso Agro), disponível na plataforma GreenGo Inglês, que é o único treinamento completo de inglês online para o agronegócio do Brasil e que se tornou referência no setor dentro do país. “O objetivo do ISA é ajudar o profissional do agronegócio a maximizar e impulsionar a sua carreira, falando inglês de maneira técnica e aplicada, por meio de métodos assertivos e comprovados, sempre com foco no resultado”, explica Rizia.

Método de ensino inovador

Após oito anos morando nos Estados Unidos - onde teve o primeiro contato com o mundo agro, pois se formou em gastronomia e passou a atuar na horta da universidade-, Rizia voltou ao Brasil e passou a dar aulas de inglês em escolas tradicionais e também se dedicar a traduções de artigos técnicos do setor agro.

Nessa época, passou a atender também alunos particulares, e muitos vinham atrás de mais conhecimentos dos termos e expressões do mundo do agronegócio. Foi quando teve a ideia de criar um método para ensinar o inglês voltado para o agronegócio, que fugisse da metodologia aplicada nas tradicionais escolas de inglês que, muitas vezes, não proporcionam o resultado esperado para os alunos.

Assim, o ISA foi criado por meio de um método online e exclusivo, intitulado por Rizia como “raiz”, dentro do qual ela ensina formas práticas de utilizar a língua inglesa no mundo agro. “Qualquer pessoa pode se inscrever. Atualmente, com mais de 1.000 alunos, já posso perceber que diferentes perfis têm me procurado para aprender o inglês agro. Tenho desde estudantes até profissionais que já atuam no setor e precisam se aperfeiçoar”, salienta Rizia.

Aprendizado acelerado

A especialista ainda explica que, não importa o nível de inglês que o aluno possui, pois o método é acelerado e, em apenas seis meses e 40 minutos de dedicação por dia, a pessoa já terá bom domínio do inglês. “No total, são 221 aulas completas de inglês agro, divididas em três fases e 24 módulos, com conteúdo exclusivo e completo para todas as áreas do agronegócio, contando também com materiais de apoio - como apostilas, e-book e tutoriais. No final do curso, o aluno recebe um Certificado Digital de Conclusão, constando 110 horas/aula”, conta.

A pessoa que se inscrever no ISA estará preparada para participar de reuniões no exterior, realizar vendas, entender o manual de instruções de maquinários modernos, além de aprender diversas expressões únicas do universo agro. “Em um dos módulos, inclusive, é possível encontrar aulas com lições aplicadas para diferentes momentos do dia a dia do profissional, como reuniões de trabalho e de negócios, participação de feiras internacionais, etc”, completa.

Mercado online

Aquela história de que fazendeiros não têm acesso à internet é coisa do passado. Isso porque, as grandes fazendas, atualmente, para se desenvolverem e potencializarem a produção, têm se modernizado e contam, cada vez mais, com a ajuda das novas tecnologias, maquinários modernos e até pesquisas - muitas vezes realizadas no exterior. Além disso, o Brasil recebe muitas multinacionais em seus campos.

“Iniciei minha carreira nessa área dando aulas de forma presencial, mas a procura foi tão grande que comecei a ficar sem agenda. Com isso, além de conseguir atingir um público mais amplo, também decidi investir em uma plataforma online, em que todos os meus alunos poderiam acessar o curso de qualquer lugar, mesmo dentro das grandes fazendas - que hoje já estão bem equipadas com internet”, completa a especialista.

A prova disso é o seu crescimento também nas redes sociais. Atualmente, a conta no Instagram @greengoinglês já conta com cerca de 23 mil seguidores e ajuda, diariamente, na divulgação do curso. “Gosto de compartilhar dicas de inglês pelo Instagram, por meio de trechos das minhas aulas. Acredito que seja uma forma moderna de divulgar o meu trabalho, além de interagir com os internautas”, finaliza.

Data de Publicação: 12/04/2019 às 14:20hs
Fonte: Ortolani Comunicação e Marketing
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: