Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio


DLL prevê crescimento das operações de crédito direto no Show Rural Coopavel 2019

Primeira grande vitrine de tecnologia em máquinas agrícolas do ano, o Show Rural Coopavel – de 04 a 08 de fevereiro - deve marcar mudanças no perfil de crédito tomado pelos produtores rurais. Ao contrário de anos anteriores, onde o crescimento percentual foi maior nas linhas Finame subsidiadas pelo governo dentro do Plano Agrícola e Pecuário, em 2019 essa elevação deve migrar para modalidades alternativas como o CDC (Crédito Direto ao Consumidor).

O crédito traz como vantagem competitiva a flexibilização, parcelas fixas e taxas de juros próximas às operadas no crédito subsidiado. A aposta é de José Luis Campos, superintendente comercial do DLL, que prevê um crescimento de 20% a 30% nas vendas durante a feira, considerando todas as linhas de crédito disponibilizadas pelo banco de fábrica de múltiplos fabricantes de máquinas e equipamentos agrícolas. “As linhas CDC são uma alternativa ao modo tradicional de crédito e cada vez mais se mostram atrativas também por serem opções menos burocráticas e mais customizáveis”, afirma o executivo. O DLL, que representa marcas como Valley, Kepler Weber, Kuhn, Jacto, LS Tractor, Lindsay, Jan, Landini e Mahindra estará no Show Rural com soluções personalizadas e taxas atrativas pré-fixadas por meio do CDC, além das modalidades tradicionais via BNDES, como Moderfrota, Pronaf e Moderinfra.

Por conta de um novo cenário, a expansão de vendas prevista para esta edição em relação à feira do ano passado considera a confiança do setor agrícola com os rumos da economia brasileira. “Onde tem otimismo há mais investimentos e certamente as soluções em crédito de curto prazo mais flexíveis é o que promete alavancar as vendas especialmente entre os produtores mais capitalizados”, pontua Campos. O banco fechou 2018 com uma expansão de 15% nas operações de CDC, o que sinaliza que a busca pela modalidade deve continuar crescendo sobretudo num cenário de taxa Selic baixa, hoje na casa dos 6,5% ao ano.

Outro ponto que favorece a procura pelo CDC é o esgotamento de linhas subsidiadas do Plano Agrícola, que se deu pelo crescimento das contratações ainda em 2018, por isso, o CDC se coloca atualmente como a opção mais viável para quem busca curto prazo e velocidade no fechamento do negócio. “É a certeza que a máquina estará no campo dentro do prazo que o produtor precisa. Hoje em dia ninguém quer perder o período de plantio por conta de burocracia. A diferença dos juros entre operações Finame e CDC é paga - e com sobra - com a colheita de uma safra a mais”, exemplifica.

A escassez em crédito com juro controlado poderá ser uma realidade já no Show Rural Coopavel, atingindo praticamente todas as linhas tradicionalmente requisitadas em feiras, como o Moderfrota, que respondeu por 60% do total financiado pelo DLL ao longo de 2018, e o Pronaf, que passou a ser operada pelo DLL no segundo semestre de 2018. “A expectativa é que ocorra uma suplementação orçamentária pelo novo governo”, afirma Campos, que espera bons resultados em Cascavel também pelo fato de a feira ser uma das poucas com a garantia de disponibilidade de recursos com juros do Plano Agrícola.

Campanha de seguros

Os produtores que financiarem através do DLL ainda terão à disposição uma condição especial de seguros. A DLL Corretora de Seguros e a Indiana Seguros oferecerão 1 ano de cobertura grátis para contratação de seguros a partir de 2 anos, podendo chegar a 5 anos de vigência pelo preço de 4.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 05/02/2019 às 09:00hs
Fonte: Assessoria de Comunicação DLL
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: