Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Agrotins promove debate sobre criação, mercado e melhoramento genético do peixe Tilápia

Um dos peixes mais consumidos no mundo, a Tilápia foi tema central de um evento realizado nessa quarta-feira, 8, na 19ª da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2019), que contou com a presença de técnicos, piscicultores, gestores municipais, empresários e financiadores.

O evento teve quatro palestras, sendo a primeira realizada pelo o gestor da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura do Tocantins, César Halum, que falou sobre incentivos e fortalecimento da piscicultura no Tocantins.

“O Tocantins já é o 6º na produção de peixes nativos e o 17º de pescado. Mas para crescer precisamos de organização, planejamento, comprometimento e investimento. E já afirmo, o Tocantins não terá ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços] maior que o de outros estados, pois o Governo irá trabalhar com esse propósito”, afirmou o secretário César Halum.

A segunda palestra, com o tema: “Genética: Onde vamos chegar com a tilápia”, foi realizada pelo engenheiro agrônomo e CEO da Aquabel, Ricardo Neukurchner.

“O Tocantins possui o clima perfeito para a tilápia. Estão sendo investidos milhões em pesquisas e tecnologia no melhoramento genético da espécie aqui, se não existisse um potencial, as empresas não investiriam valores tão elevados. Estamos numa atividade forte, que tem potencial para crescer”, afirmou Ricardo.

A palestra seguinte debateu o mercado da tilápia no Brasil e no mundo, e foi ministrada pelo presidente da Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR), Francisco Medeiros.

“Observamos que, atualmente, a tilápia é um dos peixes mais presente nos supermercados, nos cardápios dos restaurantes e nas geladeiras das pessoas em relação às outras espécies. Isso está aumentando por uma série de motivos, seja em função a qualidade do produto, mas, principalmente, pelo preço”, explicou Francisco.

O fechamento do evento ocorreu com a palestra do representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Felipe Bodens, que discorreu sobre Águas Públicas da União.

“Os quatro reservatórios de hidrelétricas da União no Tocantins possuem a capacidade de produção muito grande. Em torno de 200 mil toneladas de peixe por ano e com certeza a permissão da produção de tilápia em tanques-redes será fundamental para o desenvolvimento da piscicultura aqui no Estado”, afirmou.

R$ 200 milhões em crédito

Durante o evento, o Governo do Tocantins anunciou R$ 200 milhões em crédito ao aquicultor, por meio do Fundo Constitucional do Norte (FNO) do Banco da Amazônia.

“Nós temos 11 empresas de produção de alevinos, cinco parques aquícolas e produzimos 14 mil toneladas de peixe por ano. Porém, temos potencial para 600 mil toneladas”, destacou o secretário César Halum.

Liberação da Criação da Tilápia no Tocantins

Os membros do Conselho Estadual do Meio Ambiente do Tocantins (Coema) aprovaram, no dia 5 de dezembro de 2018, o licenciamento ambiental para o cultivo de peixes exóticos também em sistemas de tanques-rede em reservatórios da Bacia Hidrográfica do Rio Tocantins no Estado.

Com o clima tropical e uma temperatura média é de 32°C no período de seca (de abril a setembro) e de 26°C no período de chuvas (de outubro a março), o Tocantins possui condições climáticas ideias para o cultivo de peixes, em especial a tilápia.

“Com a liberação da criação da Tilápia nos rios do Tocantins, o Governo vai impulsionar o investimento na área, apoiar com incentivos fiscais a vinda de empresas para o estado, principalmente na parte da ração, além dos estudos genéticos, logística e de cursos de capacitação na área da piscicultura”, afirmou o secretário César Halum.

Piscicultura no Tocantins

A cadeia produtiva da piscicultura no Tocantins movimenta cerca de R$ 180 milhões ao ano e gera cerca de 4.500 empregos diretos e 6.750 indiretos. Além de contar com frigoríficos para o abate de peixes, laboratórios para a produção de alevinos e apenas uma fábrica de ração para peixe.

Dentre as espécies de peixes encontradas em criações no Estado estão o Tambaqui, a Caranha, o Piau, o Pirarucu, o Matrinxã e o Cachara.

Além dos negócios que o Tocantins pode fomentar na área da Piscicultura, o estado também conta com uma unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) voltada exclusivamente para conhecimento e tecnologias da pesca e aquicultura, e para atuar regionalmente desenvolvendo soluções para a produção agrícola em sistemas integrados.

Além da Embrapa, também está instalada no Tocantins a maior empresa de genética do mundo, que é a Aquabel, integrante do Ew Group, proprietária de alguma das marcas mundiais mais importantes em genética animal, como a Genomar (tilápia do Nilo). A empresa está situada no município de Brejinho de Nazaré, que fica a cerca de 110 km da capital, Palmas.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 10/05/2019 às 13:50hs
Fonte: Gerência de Conteúdo
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: