Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

A terceira geração de soja geneticamente modificada no Brasil vai ampliar o controle de lagartas para inclui mais duas espécies que preocupam o produtor agrícola brasileiro: a Spodoptera Cosmioides e Helicoverpa armigera. A Intacta 2 Xtend vai acrescentar, além da tolerância ao glifosato, também ao dicamba, que oferece um amplo controle de plantas daninhas de folhas largas, como a buva, caruru, corda-de-viola e picão-preto.

O Portal Agrolink entrevistou o Líder de Lançamento da nova tecnologia para soja da Bayer, Fábio Passos. Confira:

Agrolink - O que a nova soja Intacta 2 Xtend vai oferecer para o produtor brasileiro?

Fábio Passos – A Intacta 2 Xtend vai ser a terceira revolução no mercado, a terceira biotecnologia que estamos trazendo para a soja. Houve uma evolução grande com a soja RR (Roundup Ready) e depois com a Intacta. Agora estamos trazendo a Intacta 2 Xtend num conceito de plataforma, onde falamos de um melhor controle de plantas daninhas e lagartas – que a Intacta já fazia, mas também com uma genética exclusiva e avançada nessa tecnologia. Falamos também sobre o manejo, ou sja, como eu otimizo recursos e integro mais as áreas da fazenda, otimizando a aplicação de inseticidas, fungicidas e assim por diante. Então esse é o conceito. No final o compromisso é que essas ferramentas gerem um retorno para o produtor e aumentem o patamar de produtividade.

Qual é o calendário de lançamento do produto até a liberação total para cultivo comercial?

Estamos entrando na primeira fase para o produtor, que é o lançamento. Estamos há oito anos no Brasil trabalhando a tecnologia e agora estamos no campo comercial controlado, pois é uma tecnologia que ainda não está totalmente aprovada internacionalmente [principalmente China]. Vamos fazer uma experiência em 300 áreas do Brasil. Vamos selecionar produtores com base, não no histórico que a gente já tinha de lançamento de Intacta e que já estiveram com a gente nessa história, mas também novos produtores que queiram fazer parte dessa transição.

Eles poderão acessar nosso time de campo, nós temos um time de transição de campo da Intacta que podem ser consultados para fazer parte disso. É um projeto que a gente não tem vagas limitadas do ponto de vista de controle, mas a gente precisa representar regionalmente a característica do produtor de uma área de 2 a 5 hectares que representem a realidade local dele, não ensaio de campo ou ensaio técnico nosso. Então esse é um convite que vamos fazer para esses produtores de soja. Já são produtores que a gente já conhece, que já estão com a gente aí em outros lançamentos e agora a gente chega para eles com o Intacta 2 Xtend a partir da próxima safra plantio no ano 2019.

A soja será apresentada e adaptada para cada região?

Os produtores terão acesso a esse produto nas grandes feiras do primeiro semestre do ano. Estaremos na Expodireto Cotrijal (em Ijuí/RS) já com a tecnologia, com uma pré-variedade para mostrar para o produtor. É claro que a gente está falando de pré-variedades, porque são variedades que vão chegar ao produtor na próxima safra e que temos que determinar se seguem ou não no portfólio. Mas já vamos mostrar nas feiras esse potencial e a quantidade de genética que a gente tem embarcado, que é bem robusta nessa plataforma Intacta 2 Xtend.

Imprensa:
Enviar matéria
Portal do Agronegócio Desenvolvido por: