Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Usina em MT ajuda Centro-Sul a alcançar recorde de produção de etanol de milho

De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), esse registro foi alcançado em parte graças à usina de etanol de milho em Lucas do Rio Verde, única do país em que utiliza o grão como matéria prima exclusiva para gerar o biocombustível.

As informações constam no relatório semanal de mercado do Imea, divulgado na última segunda (27). A produção na segunda metade de outubro foi 125,4% maior do que a produção contabilizada no mesmo período do ano anterior.

O Imea pontua que a região Centro-Sul acumula em 2017 uma produção de 318,6 milhões de litros de etanol a partir do milho, o que também é considerado um recorde. "Apesar do consumo para este fim representar pouco frente ao que o país produz de milho, é aguardado novos investimentos para a produção do bicombustível em Mato Grosso nos próximos anos, que podem possibilitar a ampliação do consumo e da agregação de valor ao produto dentro do Estado", argumenta também o Imea.

A estimativa mato-grossense para a safra 2017/2018 é que sejam produzidas 24,7 milhões de toneladas de milho, o que representaria uma queda de 18,7% na comparação com o período produtivo anterior, quando foram produzidas 30,4 milhões de toneladas.

Usina

A usina de etanol de milho em Lucas do Rio Verde foi inaugurada em 11 de agosto e contou com participação do presidente da República, Michel Temer (PMDB), que à época pisou pela primeira vez em Mato Grosso enquanto chefe máximo do Executivo.

"Unidade recebeu investimentos de US$ 115 milhões (mais de R$ 350 milhões) e pertence a investidores americanos"

A unidade recebeu investimentos de US$ 115 milhões (mais de R$ 350 milhões) e pertence a investidores americanos. Ela tem a capacidade para produzir 200 milhões de litros de etanol de milho por ano e foi criada para aproveitar a larga escala de produção de milho e sorgo da região.

A FS Bioenergia, responsável pela administração, é uma joint venture entre a empresa Fiagril, do empresário e ex-prefeito de Lucas, Marino Franz, e o grupo americano Summit. Vai se tornar uma das indústrias mais avançadas no mundo na produção de três produtos: etanol anidro e o hidratado, que serão utilizados no abastecimento de automóveis e no DDG, que é um farelo para ração animal.

Nos próximos anos a capacidade produtiva de Mato Grosso deve aumentar ainda mais. Está previsto para ter início em janeiro as obras de outra usina de etanol de milho no município de Sinop. O complexo receberá investimentos de R$ 500 milhões e será o maior do Brasil.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 01/12/2017 às 19:40hs
Fonte: RD News - MT
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: