Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Rota de Turismo Rural de Quilombo apresenta resultados expressivos

Gente que tem buscado conhecer as belezas naturais da cidade e o processo produtivo das pequenas agroindústrias. A iniciativa surgiu como forma de diversificar a economia da cidade e transformar potenciais em produtos com capacidade para disponibilização no mercado do turismo catarinense, com o aporte de recursos técnicos e financeiros do SEBRAE/SC, em convênio com a Prefeitura de Quilombo.

A rota apresenta as belezas do meio rural com roteiros que incluem visitação a agroindústrias de produção de vinho, mel, panificados, cachaça e licores; troca de experiências sobre processos produtivos, degustação de comida típica e inserção do visitante no modo de vida do homem do campo.

O sítio da produtora Nelva Dal Sasso que planta cana e produz cachaça, graspa, licores, whiskys e doces, deu vida à Cachaçaria Dona Nelva que vem apresentando efeitos positivos. “No início do projeto, tínhamos um pouco de medo, mas com o apoio das consultoras do Sebrae/SC, organizamos a propriedade. Estamos vendendo bem! As pessoas gostam e, além de comprar, elogiam e batem fotos”, salienta a empreendedora, que após longo período morando na cidade, voltará a residir na propriedade em função dos bons resultados e da facilidade para a gestão dos negócios.

Nelva deu continuidade ao trabalho do pai que, segundo ela, amava o que fazia. Ela atua há 18 anos no segmento e produz, em média, 30 mil litros de cachaça e licor de forma artesanal. “Com o projeto na área de turismo, tivemos um apoio fantástico, o que fortaleceu nosso negócio. Mesmo com um pouco de receio no início, acreditamos e, no fim, deu certo. Isso demonstra o quanto, nós mulheres, somos capazes e que, realmente, quando trabalhamos com amor, as coisas acontecem”, salienta.

Emocionada, Cleusa Favaretto Molinett também realça a felicidade com o retorno que vai além das expectativas. “Entre os grupos que nos visitaram estiveram representantes da Facisc e do Lions que aprovaram a ideia”, destaca.

O Sítio, herdado por Cleusa e seus cinco irmãos, tem 58 anos. “Meus pais sempre quiseram que mantivéssemos a propriedade que hoje possibilita demonstrar como era a vida no campo há algumas décadas. Cuidamos do espaço e mantivemos móveis, louças, roupas e utensílios. A casa conta com quatro quartos e três banheiros, entre outros cômodos, e está disponível para aluguel e visitas”.

Em sete alqueires de terra, a estrutura da propriedade conta, ainda, com chiqueiro, paiol, galinheiro, local para trilha, entre outros aspectos em um ambiente tranquilo, aconchegante e premiado pela natureza. “Fazer parte da rota de turismo é maravilhoso. Estamos presenteando nossos pais (in memorian) que sempre gostaram de casa cheia. Me emociono, pois é encantador ver as plantas produzirem frutos, os passarinhos cantarem e poder receber pessoas para mostrar os potenciais preservados”, observa Cleusa.

ROTA

A Rota nasceu do Projeto DET (Desenvolvimento Econômico Territorial), implementado pelo Sebrae/SC por meio de convênio com aporte de recursos da Prefeitura de Quilombo e apoio da Associação Empresarial de Quilombo (ACIQ). A iniciativa iniciou com o envolvimento de 32 propriedades e possibilitou oferecer qualificação, orientações e treinamentos sobre organização, segurança, manipulação de alimentos, atendimento e boas práticas. “Para isso, fizemos o levantamento de oportunidades e desenvolvemos um plano de ação para desenvolver melhorias, visando oferecer um atendimento adequado de acordo com as expectativas dos turistas”, destaca a consultora credenciada ao Sebrae/SC e turismóloga, Karla Hall.

A consultora credenciada ao Sebrae/SC, Silvia Nowalski, destaca que desde o lançamento, cinco grupos visitaram as propriedades e outros quatro estão agendados. “Isso é vitorioso! A iniciativa tem total relação com a região, tem público e os resultados estão demonstrando o quanto o investimento nos potenciais naturais foi um desafio que valeu a pena”.

Para o coordenador regional oeste do Sebrae/SC, Enio Albérto Parmeggiani, o desenvolvimento do turismo rural, além de representar uma tendência, está totalmente em sintonia com as características da região e, por isso, tem condições de ser desenvolvido em muitas cidades. “O propósito de Quilombo na geração de emprego e renda também está presente em outros municípios e a integração destas rotas, a exemplo do que propõe a Instância de Governança Vale das Águas, oportuniza elevar a oferta e atratividade aos empreendimentos e fortalecer a economia local e regional”.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 29/11/2017 às 07:40hs
Fonte: MB Comunicação Empresarial/Organizacional
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: