Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Biogénesis Bagó firma parceria com a Fundação Roge

Com a proposta de integrar o conhecimento técnico com o mercado, os alunos da Academia do Leite, da Fundação Roge, localizada em Delfim Moreira (MG), contarão com a contribuição da Biogénesis Bagó. A parceria firmada entre a instituição de ensino e a empresa líder em saúde animal no mercado latinoamericano, vai proporcionar aos técnicos especialistas em Bovinocultura Leiteira, atividades educacionais como palestras e treinamentos para professores e alunos, visitas técnicas, aulas práticas e teóricas, além de workshops, levando à escola as informações e demandas atuais do mercado em sanidade bovina.

Para o coordenador de território de Minas Gerais da Biogénesis Bagó, Renato Agostini, a iniciativa aproxima os futuros profissionais da realidade da indústria e do setor, proporcionando a experiência na prática. “É uma forma que a Biogénesis Bagó encontrou de levar o nosso conhecimento para dentro da sala de aula. Estamos fortalecendo um elo com os futuros técnicos, que em breve estarão atuando no mercado”, salienta.

“A parceria conquistada com a Biogénesis Bagó nos assegura o apoio técnico em conhecimento de ponta relacionado à sanidade bovina. Poder contar com a experiência desta empresa de grande referência em pesquisa e desenvolvimento, fortalece a missão da Academia do Leite que é de formar excelentes profissionais para a gestão da pecuária leiteira”, avalia Carmem Lúcia Ferreira Alves, diretora da escola técnica da Fundação Roge.

A diretora aponta que a instituição aposta num modelo de escola profissionalizante que entenda as reais demandas das empresas do setor que o técnico pretende atuar. “Entre a escola e o mercado de trabalho não deve existir abismo. E não falamos de demandas somente técnicas, mas de perfil comportamental: o mundo contemporâneo precisa de profissionais dinâmicos, com iniciativa, com capacidade para tomar decisões e para resolver conflitos e conviver em diversos ambientes. Esse é o principal motivo da rede de parcerias da Academia do Leite: a aproximação entre a escola e a expertise dos profissionais que estão atuando direta ou indiretamente na produção de leite no Brasil e que conhecem as reais demandas do mercado leiteiro”, enfatiza Carmen.

Em 15 anos, a instituição já atendeu mais de 1.200 alunos em seus cursos técnicos, de 67 cidades da região do sul de Minas, Vale do Paraíba-SP e Rio de Janeiro, sendo que 89% dos egressos atuam no mercado de trabalho em sua área de formação.

A especialização para o mercado do leite na Fundação Roge surgiu em 2015, a partir da observação da pecuária regional, da análise da vida profissional dos alunos egressos, e também por conta da aproximação com grandes parceiros profissionais do agronegócio que sinalizaram as demandas do mercado nacional. “Visualizamos a necessidade de maior aproximação com o mercado do leite e o desenvolvimento das habilidades gerenciais dos técnicos. Assim nasceu a Academia do Leite, uma rede de parcerias entre inteligências do leite para o fortalecimento das ações educacionais, com a missão de colaborar com o desenvolvimento do agronegócio leiteiro por meio da profissionalização”, explica a diretora.

O ensino na Fundação Roge é inteiramente gratuito e a entrada de novos de alunos ocorre todos os anos por meio de um processo seletivo que prioriza a aptidão e a paixão pelo campo, mas que também considera a renda média familiar na classificação dos selecionados.

O processo seletivo fica aberto o ano todo no site da Fundação Roge: www.fundacaoroge.org.br e podem participar candidatos que já tenham concluído o 9º ano do Ensino Fundamental.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 29/11/2017 às 07:00hs
Fonte: Biogénesis Bagó
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: